Imagine-se sendo  jovem e confuso no “como amar”… Bom, não é tão difícil, é? Considerando que ninguém deve saber a exata forma de amar,principalmente quando se é jovem… Mas essa história é um pouco mais específica, ela quer mostrar como muitas vezes, no início de nossas experiências amorosas acabamos pegando certos vícios, que até não serem corrigidos acabam nos machucando.

“Saboreiem!”

 

Anúncios